APLICATIVOS PARA TV – o que levar em consideração antes de fazer um.

Os aplicativos que conhecemos hoje são feitos para Computadores, Smartphones e Tablets, porém um novo meio para conexão está sendo introduzida na vida dos usuários: as TVs Conectadas.
Mais do que ver novela e futebol, a interação do telespectador com as TVs irão mudar socialmente, e nada mais justo do que a TV adaptar todo o conteúdo que o usuário está acostumado nos meios digitais para seu momento de lazer e descanso.
Muitas marcas já estão correndo atrás para lançar um produto de qualidade e buscando novas experiências para os usuários. Alguns sistemas operacionais são totalmente novos, outros nem tanto… Uma dica para quem gosta de programar é conhecer a linguagem de programação LUA (http://www.lua.org/), uma linguagem de programação brasileira desenvolvida no Laboratório de Computação Gráfica da PUC-Rio (http://www.tecgraf.puc-rio.br). Esta linguagem já conquistou o mundo dos games e está sendo usado por jogos como World of Warcraft (http://en.wikipedia.org/wiki/Category:Lua-scripted_video_games), está também ganhando um merecido espaço no desenvolvimento de aplicativos para TVs Conectadas. Para os Designers de interação a novidade está no sistema operacional do Google, que lançou em agosto um pacote de UI muito bacana para referência e estudos de como se projetar e entender o usuário desta nova geração de TVs.
Embora pareça não existir diferenças entre uma interface para tablet e smartphones é sempre bom lembrar que cada device em a sua peculiaridade e como o usuário usa cada device vai influenciar a aceitação do seu aplicativo. Portanto, uma dica importante é ter em mente: “O Usuário e seus Cenários de Uso”, deles dependem o sucesso ou fracasso do seu aplicativo;

Vou falar um pouco sobre o cenário de uso das TVs e que devemos levar em consideração ao pensar e projetar um aplicativo para TVs:

– A distância que o usuário estará do aparelho será de aproximadamente 10 pés, quando você criar um aplicativo para ser usado a esta distância, deve ter em mente que o usuário estará disposto somente a consumir conteúdo!

– O usuário estará em casa, provavelmente na sala; Um ambiente social e vale lembrar que toda a familia também visualizará o conteúdo.

– A experiência de visualização de uma Interface é uma mistura de computador e TV, portanto não se esqueça de que existirão vários tamanhos e proporções – tome as devidas precauções para tornar o conteúdo responsivo!

– A distância requer ferramentas de navegação simples e visível;

– Defina zonas de conteúdo para facilitar a navegação do usuário;

– O usuário terá somente o controle remoto para navegar em seu aplicativo, portanto pense em uma navegação simples!

– Forneça sempre feedback visual;

– A navegação deve levar em consideração as experiências anteriores do usuário e pensadas da esquerda para direita, de cima para baixo;

– TVs tem alta qualidade de som, pois normalmente são ligadas a um sistema de som melhor, ao contrário do computador, espera-se que o barulho de um aplicativo para TV seja agradável e interaja com os sentidos do usuário, abuse deste novo recurso.

– Cores são diferentes em telas de TV: uma dica muito importante fornecida pelo GTV é: nunca usar a cor branca pura “#ffffff”, ela pode causar fantasmas na tela e até mesmo prejudicar a leitura, eles indicam o uso do #f1f1f1 no lugar do branco, um cinza que fica muito parecido com branco e garante a qualidade da cor.

Hoje podemos destacar como pioneiros em sistemas para TVs são:

– UBUNTU TV

Com uma interface amistosa, bonita e ao contrário do que as pessoas pensam sobre o Open Source, a usabilidade é fantástica. A arquitetura de informação foi centrada no usuário e pensada no dia-a-dia.

Com o Ubuntu TV o usuário encontrará em sua loja de aplicativos os melhores conteúdos otimizados para o seu aparelho – uma distribuíção de conteúdo inteligente para a sua resolução de TV além de gerenciamento de conteúdo para os pais atentos.

Seu conteúdo fica na “Núvem” e o usuário poderá acessar sua área de qualquer device: smartphones, tablets e computadores.

– APPLE TV

Controle remoto minimalista, mas cheio de estilo, ele promete chegar ao conteúdo que você procura sem esforços, eu particularmente não duvido, pois a apple sempre foi centrada no usuário e valoriza muito a continuidade de seus comandos, se funciona no iPhone, será do mesmo jeito no iPad e possivelmente na TV!

Como eles mesmo se definem: “Apple TV é uma usina de entretenimento”, e o usuário pode reproduzir todo o seu conteúdo do iTunes, além da programação normal TV em HD widescreen.

Com o iCloud, a apple permite que usuário compre filmes e programas no Apple TV e possa reproduzir em todos os seus devices: iPad, iPhone, iPod touch, Mac e pasmem: no PC!!!

– GOOGLE TV

O google é uma plataforma inclusiva e aberta, eles fornecem guias e UIs para uma boa arquitetura de Informações, porém o dono do aplicativo usa como bem lhe convém e é por isso que vemos aplicativos muito bons, centrados no usuário, fáceis de navegar e explorar e aplicativos sofríveis que não sabemos de onde viemos e para onde vamos.

Sua loja já tem uma grande quantidade de aplicativos. para os desenvolvedores a estrutura não muda, por isso acredito que a quantidade de aplicativos irá ficar cada vez mais distante dos concorrentes. Google TV oferece 2 tipos de conexões para seus usuário:

Buddy Box

é uma pequena caixa que fica entre o cabo (aqueles de TV a cabo ou via satelite) e o receptor da TV, esta caixa pode ser controlada via controle remoto ou ainda pelo seu smartphone!

TV Integrada

Conteúdo vai da “núvem” direto para a sua TV, basta conectar o cabo existente ou satelite diretamente na TV, o usuário também poderá controlar sua TV via controle remoto ou smartphone, além de qualquer dispositivos conectados à ela, como o sistema de som.

RESUMO:

Google TV

O Google tem a vantagem da popularidade, além de que sua marca está associada à grande quantidade de usuários, com muitos usuários vem muitos investidores e a tendência é crescer rápido.

Apple TV

A apple tem a características de usuários fiéis e satisfeitos, que tem o hábito de consumir produtos pagos e disseminar a marca entre seus contatos.

Ubuntu TV

Ubuntu TV está aberta a tecnologias, tem muita experiência em softwares colaborativos e é uma alterantiva a altura dos concorrentes, por isso, uma promessa que devemos ficar de olho!

OBSERVAÇÃO:

Notem que o termo utilizado foi TVs Conectadas e não Smart TVs, por quê? Porque Smart TV é um aparelho especifico e tem marca registrada.

Uma das dúvidas mais frequentes nas lojas de eletronicos são: Posso acessar a internet pela minha TV? A resposta é SIM e NÃO. A TV Conectada tem acesso à internet, mas nem todas as TVs tem navegadores para que você navegue pela web, como faz no seu computador. As TVs Conectadas usam a internet para baixar e atualizar conteúdo, elas fornecem serviços de Streaming de videos, músicas, distribuíção de conteúdo, aplicativos e outros ambientes de negócios que a empresa fabricante achar interessante para sua estratégia comercial. Quando for comprar sua TV Conectada pergunte ao vendedor se a TV tem navegador e oferece ao usuário a possibilidade de navegar pela web.

Advertisements

About Alearte Designer de Interação

Uma comunicadora que depois de 10 anos de experiência em Direção de Arte resolveu abraçar de vez sua paixão por tecnologia. Hoje, concilio minha paixão com um trabalho estimulante, onde me mantenho sempre atualizada das novidades e ainda posso me divertir muito com tudo que a tecnologia me deixa proporcionar para melhorar a Interação do Homem com as maquinas. Sou uma Designer centrada no usuário, analista de interfaces gráficas e arquiteta de informações. Entusiasta de sistemas e sites com acessibilidade para todos e melhor usabilidade. Conheça mais sobre mim através de meus trabalhos.

One response to “APLICATIVOS PARA TV – o que levar em consideração antes de fazer um.

  1. Ótimo post. Me tirou varias duvidas e deixou-me curioso para ver oq mais virá no mercado. Uso a primeira geração de tv conectada da LG e digo enjoa. Hj só utilizo o DLNA do PC para ela. Bem melhor que usar cabos e não trava. Já tive algumas experiências com a Apple TV e sem duvida vai tomar boa parte do mercado com o maior investimento da Apple no Brasil, ainda mais agora com a Loja Oficial abrindo aqui no Rio. Mas oq mais me fascinou entre as novidades que mostrou foi o Ubuntu TV, estou voltando ao Ubuntu no desktop agora, por curiosidade, apesar de gostar da Apple sempre fui um entusiasta do linux desde o primeiro Kurumim. Parabéns pelo post e se puder fale mais sobre essa empreitada do linux no entretenimento caseiro.
    Bjs e sucesso

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: